segunda-feira, outubro 12, 2009

Coisas da nossa terra ( 1 )

Ontem, 11.10.2009, na Av. Marginal, na cidade de Maputo, cerca da 20h, ou melhor, poucos minutos após o fim da partida de futebol entre Nigéria e a selecção nacional, um veículo "pertencente"a Polícia da República de Moçambique (PRM) que transportava agentes da lei e ordem, ao que me pareceu, em mais uma missão de patrulhamento, circulava com os despositivos de iluminação completamente "desligados", violando de forma particularmente grave o Código de Estrada. Como cidadão com privilégio de conhecer algumas regras, tive vontade de "ordenar" que o condutor do referido veículo, que é também agente da polícia, interrompesse a marcha e que "imediatamente" regularizasse a situação.( risos) Na verdade, não o fiz por aquilo que todosnós sabemos... Não me admiraria se um deles decidisse disparar... para no dia seguinte, o porta voz da PRM informar ao público que a Polícia é que me estava a perseguir alegadamente porque acabava de cometer um "desmando"...É, em boa verdade, grave que a polícia não cumpra as disposições básicas do Código de Estrada, no caso vertente, as disposições relativas ao uso obrigatório dos dispositivos de iluminação. E a situação aqui descrita acontece um pouco por todo o País, de forma recorrente. E pergunto: e se a polícia interpelasse um condutor na mesma situação, que medidas tomaria?