quarta-feira, julho 23, 2008

Enxada de cabo curto indispensável para "revolução verde"?

O Ministro da Agricultura, o sr. Soares Nhaca, afirmou, em Milange, Província da Zambézia ( ao que parece, no âmbito da visita presidencial àquele ponto do país), em entrevista concedida à Rádio Moçambique, que a enxada de cabo curto era também um elemento imprescindível no contexto da "Revolução Verde". Confesso que após ter ouvido o pronunciamento do Ministro da Agricultura( logo pela manhã de hoje) fiquei muito preocupado. Enxada de cabo curto imprescindível no contexto da Revolução Verde? Afinal o que é revolução verde e qual é a sua finalidade? Será que temos que continuar a contar com enxada de cabo curto nesta dura batalha que é a revolução verde?O que é revolução verde afinal?
Se revolução verde é um amplo programa idealizado para aumentar a produção agrícola no mundo por meio de melhorias genéticas em sementes, uso intensivo de insumos industriais, mecanização e redução do custo de manejo, não vejo então a razão de termos que continuar a falar de enxada de cabo curto. Estamos num mundo em que toda a gente fala de mecanização da agricultura. Este é que é o discurso corrente, todavia, em Moçambique há quem confie ainda na enxada de cabo curto. Com este tipo de pronunciamento, fico sem saber o rumo que estamos a tomar...Reconheço, na verdade, que a enxada de cabo curto, num país como o nosso, desempenha um papel importante para a produção familiar. Mas ela não pode ser tida como um dos instrumentos fundamentais no contexto dum desafio muito grande como o é a revolução verde. A enxada não nos permite produzir em larga escala ao ponto de competirmos no mercado regional e mundial. Embarquemos para a revolução verde com determinação e coragem e, sobretudo, convencidos que somos capazes de abandonar a enxada confiada pelo Ministro da Agricultura. Não reproduzamos discursos de há 30 anos atrás!!

12 comentários:

Bive disse...

Viva mon ami!

Custa acreditar alguns discursos num pais desses que quase tem toda a classe intelectual para trabalhar certas materias. mas vamos indo assim mesmo.

abracos, so agora acesso o seu blog. parabens

ilídio macia disse...

oh meu caro. onde tens andado? Visite sempre este espaço. assim a gente mata saudades. Esta de enxada de cabo curto é lamentável...

Jonathan McCharty disse...

Caro Ilidio!
Focas um ponto crucial que, por acaso, abordei recentemente no meu blog. Uma afirmacao do genero, proferida pelo ministro da agricultura, da' um sinal claro que o Governo se esta' a isentar do seu papel nessa batalha. Assumir que a "enxada de cabo curto" e' um instrumento imprescindivel, e' dizer que a populacao e' que deve guiar os destinos da producao agricola, do jeito que ate aqui tem feito. E associar isso a "revolucao verde" revela completa ignorancia de sua excia em relacao a materia!!

Júlio Mutisse disse...

Ilídio,
quero acreditar que o Sr. Nhaca se equivocou. Não dá para pensar outra coisa de alguém que devia ter o domínio do conceito de revolução verde bem assentes.

Em fim, parece que neste assunto de revolução verde também estamos a tactear.

ilídio macia disse...

Meus caros Jonathan e mutisse,estamos mal!! É verdade que muita gente foi e é "alimentada" pela enxada de cabo curto no nosso país. Mas não podemos "convidar" esta enxada de cabo curto para os desafios trazidos pela revolução verde. Se a idéia é produzir em larga escala, com qualidade, e em curto espaço de tempo e depois competir com outros mercados então abandonemos a enxada de cabo curto. Terá que me perdoar a enxada de cabo curto, mas hoje os desafios são outros...que me perdoe o ministro da agricultura também, que, pelos vistos é apóstolo da enxada num contexto como este em que vivemos...

Bive disse...

Sabe Ilidio,

Os nossos governantes levam tudo a deixa-andar. Não há sequer debates sérios sobre os propblemas deste país. Não vejo o porquê não consultar os especialistas em agricultura e dai elaborarem os planos e as estrategias de implementacão dos projectos. Estamos num retrocesso que até parece que estamos a fazer descobertas. Ha países muito bem desenvolvidos na agricultura e noutros campos de economia mas nós aqui, sempre correndo dum lado para outro e enganado o povo. Ora é jatropha, ora etanol, depois biocombustiveis etc, até que parece já montados fábricas de automoveis e a espera somente destes combustiveis para andar.

Sobre a enxada de cabo curto na revulução verde tambem foi referenciado pelo proprio PR na Zambezia (segundo certa imprensa), o que claramente mostra a mesma musica cantada deste do topo. É o que pergunto: será que era necessário lançar o slogan de revulução verde sem dispor de novos meios de trabalho? Na minha optica, a revulucao verde é um movimento de sensibilização com vista a dispertar a população na continuação de uso da enxada para produção de comida para exportar para a europa/america numa prespectiva de inovação e empreendedorismo moçambicano. Este movimento difere do PROAGRI, uma vez que este ultimo contou com avultados fundos exteriores drenados e era meramente para produzir comida para consumo local e interno. Dai entao a revulução verde para produção barata e exportação de comida face a escassez de comida no mundo e o lugar privilegiado de Mocambique na resposta a questoes mundiais

ilídio macia disse...

Exacto, caro bive!

Elísio Macamo disse...

ilídio, tens muita razão na observação que fazes. repara que há um outro fenómeno que intervém e que pode explicar o deslize do ministro. temos uma tradição discursiva no nosso país que dá primazia a slógans em detrimento do seu conteúdo. isso permite aos "dirigentes" falarem de tudo sob a capa de um slógan. na verdade, bem vistas as coisas é uma tradição ainda mais antiga que tu podes ver nos hábitos discursivos de pastores protestantes. eu acho que o ministro sabe muito bem o que a "revolução verde" quer dizer, mas nesse caso específico serviu-se dessa tradição discursiva para falar com o povo. preparei alguns textos sobre estes assuntos que espero publicar no notícias dentro em breve.

ilídio macia disse...

É o quotidiano de Mocambique, caro elisio...Slógans, sempre slógans...

Stran_ger disse...

Boa Tarde,

Acabei de criar um novo o site, o "escritores de blogues" (http://escritoresdeblogues.crowdvine.com). Este site é uma rede social destinada a todos os escritores de blogues que o fazem em português. O objectivo é criar um espaço comum a todos para que seja facilitado o contacto e a visibilidade de novos projectos independentemente da ferramenta (blogspot, sapo, wordpress) que utilizam.

Neste sentido gostava de o convidar, e a todos os escritores de blogues que estiverem interessados. Para tal basta seguir o link e carregar onde diz "Join this network".

Muito obrigado pela atenção,

Melhores Cumprimentos,

Stran

ilídio macia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ilídio macia disse...

Meu caro Stran, muito grato por ter passado por ca e pelo convite tambem.